Cartum ce Armandinho

Por Vlady Oliver.


O BRASIL QUE MATA O BRASIL
Vamos bater a real? O Brasil é um paizeco, por mais que alguns intelectuais daqui mesmo queiram flertar com a pobreza da alma, do bolso e do espírito. De porco. Uma pequena Suécia cercada de Zâmbias por todos os lados, que nenhum apartheid tentou apartar. Uma festa bufa. Uma confraria. Pois é nesta confraria que os mais desiguais do mundo tentam manipular a desigualdade; nivelar tudo pelo ralo e ainda posar de defensores de um socialismo que não pára em pé sem bater umas carteiras e dar umas mijadas na cara dos decentes. Sobra supremo, presidente-presidiário, militante de chupetinha e uma fauna de presuntos defumados difícil do capitão recém eleito faxinar. É nessa toada que o governo vai nem bem, nem ruim, muito pelo contrário. Os indicadores são os melhores possíveis*, segundo o brilhante Guzzo, e contra isso não há o que a muxoxada socialista possa fazer, além de se mijarem uns nos outros. Pois é aí que discordo do nosso amado mestre. Por ele, Bolsonaro e família deveriam descarregar seus celulares e não postarem mais nada até o fim do mandato. Pois é justamente o contrário. O contrário cujo jornalismo pimpão e militante não entendeu até agora. São eles – os jornalistas – que deveriam enfiar as bancadas no saco e parar de falar besteira, isso sim. Isso aqui é movido à fofoca, fuxico, xingamentos e palavrões. Se você não entra nessa chuva pra não se molhar, não faz parte do Brasil – menino. O Brasil pernas grossas. Ancas largas. O país-bundão. É nesse antro de perdidos que mora o verdadeiro país para quem fala o presidente tuiteiro. Na real, enquanto ele vai entretendo a massa ignara, o dólar continua estável, a inflação sob controle, a dívida pública administrada e os pacotes correndo no congresso de párias de Brasília. Eu votei é nesse show mesmo. Nessa boca solta. Nessa pirambeira vista da pinguela. Fosse pra votar ao contrário, já estava tomando água do emissário submarino, nos mesmos moldes dos democratas venezuelanos em excesso. Só tem josta pra comer lá? Será que o podre maduro tem gosto de frango?

* Artigo de José Roberto Guzzo, em nosso site sob o título “O Governo Bolsonaro é bom ou ruim?”