Leia o artigo na Caneta Desesquerdizadora.

 

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) – que congrega 31 sindicatos de jornalistas estaduais e municipais – teve sua sede penhorada pela justiça do Distrito Federal. O débito é relativo ao Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) de um terreno concedido à Federação nos anos 1980.

O débito total da FENAJ, no valor de R$ 400 mil, foi negociado com o Governo do Distrito Federal para pagamento em 48 parcelas.

A presidente da FENAJ, Maria José Braga, culpou o fim do imposto sindical obrigatório pela situação:

“A Federação Nacional dos Jornalistas se encontra em uma situação financeira bastante delicada, resultado da contrarreforma trabalhista, aprovada pelo Congresso Nacional em novembro de 2017, que acabou com a obrigatoriedade de recolhimento do Imposto Sindical por parte dos trabalhadores, sendo essa a principal e maior receita da Federação”.

Para tentar pagar a dívida, a Federação de Jornalistas lançou uma vaquinha online para obter doações voluntárias, mas, em três semanas, a entidade arrecadou R$ 1.205,00 de 10 doadores, o suficiente para pagar 0,3% do valor pendente.