Presidente do México, Andres Manuel Lopez Obrador

Por Ildefonso Ortiz e Brandon Darby. Leia o artigo completo no Breitbart.

“Se Você for Longe Demais, Você Sabe o que vai Acontecer.” foi o que disse o presidente mexicano Andres Manuel López Obrador, no dia 15 de abril, em sua coletiva de imprensa diária. No dia seguinte, ele alegou que sua declaração fora sobre seus seguidores classificarem desfavoravelmente a imprensa. Desde que assumiu o cargo, a AMLO mantém um relacionamento difícil com os meios de comunicação críticos.

A declaração preocupa as organizações de liberdade de imprensa, uma vez que o México continua a ser um dos países onde jornalistas e comunicadores de massa são rotineiramente mortos com quase impunidade. Durante sua campanha, o presidente alegou que a impunidade iria parar, no entanto, desde que assumiu o cargo em dezembro, sete jornalistas foram mortos.

Depois de cada assassinato, o governo disse que seu governo procuraria respostas.
Desde 1992, 52 jornalistas e trabalhadores da mídia foram assassinados em conexão direta com seus respectivos trabalhos.Outros 61 são computados separadamente, porque o motivo permanece obscuro. Um total de 113 jornalistas foram mortos no México desde 1992.

Ildefonso Ortiz é um jornalista premiado. Você pode segui-lo no  Twitter  e no  Facebook . Ele pode ser contatado em  Iortiz@breitbart.com . 

Brandon Darby é o diretor administrativo e editor-chefe da Breitbart Border / Cartel Chronicles. Siga-o no  Twitter  e no  Facebook . Ele pode ser contatado em  bdarby@breitbart.com .