Como se diz no jargão popular: “eu vivi para ver isso!”
Um prefeitinho mequetrefe que não tem o que fazer, resolveu, não somente pressionar o cidadão pela força de sua caneta, que aliada à caneta de um governadorzinho, igualmente vagabundo, adquiriu poderes, nunca antes imaginados, em mãos de pessoas tão incompetentes.
Pois bem, esse ser, que deve ter saído de algum bueiro sujo, de alguma viela, localizada em algum recanto lúgubre do Estado de São Paulo, traz-nos o seguinte balanço:

“já estamos ampliando a capacidade do serviço funerário e dos cemitérios municipais de sepultarem 240 corpos, pulando para 400 diariamente; a prefeitura já contratou 220 coveiros, para poder dar conta desta nova demanda, aumentou em 32 carros; já compramos 38 mil novas urnas funerárias; já adquirimos 15 mil sacos reforçados, para o deslocamento de corpos na cidade de São Paulo; estamos abrindo 13 mil novas valas; e se necessário, vamos ter capacidade para poder trabalhar 24 horas por dia aqui na cidade de São Paulo.” – (Bruno Covas Lopes – prefeitinho de merda da cidade de São Paulo – Neto do Mário Covas e naturalmente filiado ao PSDB, não poderia ser coisa que preste mesmo)

Em uma cidade do interior, chama de IlhaBela, litoral norte do estado de São Paulo, os comerciantes locais resolveram invadir a Prefeitura.

Por essas e por outras, é que acredito que não exista a necessidade de absolutamente nada para que nossas Forças Armadas cheguem ao ponto da ação. Muitos vêm como necessária, uma espécie de validação.
Eu de minha parte, entendo, que a validação acontece, justamente, quando o povo, sem baderna, simplesmente entra no processo da desobediência civil.
Ora, se esses canalhas, STF, Câmara, Senado, etc…, querem respeito, que primeiramente, respeitem o que foi a vontade popular, que no último pleito, elegeu com larga margem de votos, a Jair Messias Bolsonaro, como o único e legítimo representante da República Federativa do Brasil, no cargo de Presidente.
Ora, se não respeitam a vontade popular, como podem imaginar que nós, que somos os desrespeitados, poderíamos vir a respeitá-los, seja em que for. Observe-se a que estão submetendo o Presidente e seus ministros.
Ora, se o STF, que é composto de ministros igualmente indicados por presidentes da República, como ousam falar de forma desrespeitosa aos que hoje exercem cargos, embora em pastas diversas, da que eles atuam.

E assim, mostrando que a desobediência civil, é grande e seguirá, nossas Forças Armadas já terão a certeza de que não queremos, assim como eles, também não querem, a instauração do comunismo.
Lembrando que o comunismo, será fatal à nação, mas igualmente será fatal aos militares, bem como a seus familiares e amigos, porque eles, vêm lutando contra esse demônio, desde sempre.
Um dos maiores prejudicados, caso o comunismo se estabeleça, com certeza, sempre serão as Forças Armadas, elas sempre representaram o último obstáculo, para a implantação da maldita ideologia assassina e sanguinária.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 13052020 – Desobediência Civil, o que dizer disso? – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae