Artigo de Hank Berrien, no Daily Wire.

Ali Velshi

Alguns alunos da Flórida, estado onde aconteceu o massacre dentro de escola de Parkland, em 12 de fevereiro, condenaram o governador do estado, Rick Scott,  por não ter se encontrado com eles quando eles foram ao seu gabinete na quarta-feira. Eles haviam levado alguns âncoras do MSNBC e, um deles, Ali Velshi, tuitou, de forma afoita:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: alunos estão esperando na área do gabinete do governador da Flórida, Rick Scott, entoando “Que vergonha!”, depois de terem sido informados que ele está ocupado demais para recebê-los.

Katy Tur

Ao mesmo tempo, a âncora da MSNBC, Katy Tur, informou que Scott estava “recusando-se a falar.”

Mais tarde, depois de relatar que o gabinete de Scott informara a MSNBC que ele iria reunir-se com pequenos grupos de alunos, às 5 da tarde, Tur admitiu: “Agora mesmo, ele não está no gabinete. Ele está no funeral , acredito, de um aluno.”

O Beacon acrescentou: “Quando alguém respondeu ao seu tweet que Scott estava em um funeral para disparar a vítima Chris Hixon, Velshi escreveu o que Scott dissera à NBC”.

Velshi finalmente tuitou:

Sim, foi isso que ele disse À NBC. Ele está voltando e se encontrará com eles quando retornar.

Os melhores tuites a respeito do ocorrido:

Como é que um jornalista profissional consegue ser tão mal informado? Não é simples uma questão de verificação de fato, ou seja, google.com, uma parte do seu processo antes de passar sua sabedoria para o mundo desavisado?

 

Esqueça o governador por um momento, sim?

Os alunos sabiam que o funeral de seu professor era hoje ou não?

E se sabiam, eles não deveriam estar lá em vez de no gabinete do governador?