por Sean Moran, no Rightedition.

 

As organizações conservadoras de imprensa discutiram como os gigantes do Twitter, Facebook, Youtube e motores de busca, como o Google sufocou pontos de vista conservadores e alternativos. A mesa redonda aconteceu terça-feira, 6 de fevereiro, no Newseum, em Washington, DC.

Os gigantes da tecnologia, hoje, entendem que têm a capacidade de influenciar a informação que os consumidores vêem através de seus algoritmos complexos e não públicos. Muitas vezes, existe abuso de poder. Vários pontos de venda conservadores e inúmeros indivíduos foram alvo, banidos para as sombras e silenciados por esses gigantes tecnológicos. Ao silenciar essas vozes, a grande tecnologia limita a informação disponível para o público e é um ataque direto aos direitos da Primeira Emenda (dos norte-americanos).