Neil Young

Artigo de Daniel Nussbaum, no Breitbart.

 

Participante da banda Crazy Horse, que gravou o álbum de 1996, Broken Arrow, Neil Young saiu batendo no Google e outras empresas de tecnologia, explicando que eles dificultam para os artistas ganharem dinheiro.

Três vezes vencedor do Grammy e integrante do Hall da Fama do Rock and Roll, a lenda do rock, de 72, anos disse que os artistas contemporâneos estão sendo forçados a distribuir suas músicas no mundo digital, “um mundo onde o artista é pago em última análise, quando muito, pelos Gigantes da Tecnologia”.

“Hoje, na era do FaceBook, GOOGLE e Amazon, é difícil dizer como um artista musical novo e em evolução poderia fazê-lo da maneira que fizemos”.

“Os Gigantes da Tecnologia descobriram uma maneira de usar toda a excelente música de todos, de todos os tempos, sem informar o número de peças de um artista ou pagar um f***do centavo aos músicos. Não são grandes empresas?!!! Isso faz você se perguntar de onde virá a próxima geração de artistas. Como eles vão sobreviver?”

“‘Não seja mau’. Esse foi o slogan corporativo do GOOGLE enquanto eles direcionavam os usuários para sites piratas para obter criações de artistas e não pagar! Avanço tecnológico incrível!! Enquanto isso, eles colhem os dólares dos anúncios que as pessoas lêem enquanto escutam a música feita pelos artistas”.

“O GOOGLE simplesmente mudou o seu lema para” Faça a coisa certa”, mas não alterou nada, pois eles continuam a enganar a comunidade de artistas, construindo sua riqueza nas costas da música e não pagando nada aos artistas”

Young tentou se posicionar no espaço da música digital com o Pono, um leitor de música digital  para arquivos de áudio de alta qualidade. O empreendimento durou apenas dois anos.

 

Você pode ler o post completo de Young em seu site: NeilYoungArchives.com .