Meu nome é Rafael e meu pai foi morto na porta de casa.
Fui condenado após isso a conviver com a dor de ver o assassino, livremente andando pelas ruas, como se nada houvesse acontecido. Quando a lei não é rigorosa, quem é punida é a vítima
É por isso que o Governo Federal está propondo medidas que garantam, que o criminoso cumpra a sua pena, logo após a condenação pelo Tribunal do Júri.
A hora de ter um sistema mais ágil é agora para combater os crimes violentos, o crime organizado e a corrupção. Pacote anticrime, a lei tem que estar acima da impunidade.
Ministério da Justiça e Segurança Pública.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 091019 – Rafael e a impunidade ao assassino de seu pai – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae