Não vamos permitir conservadores postar suas opiniões no Twitter. Quer ver um poudo de pornografia infantil?

Por Charlie Nash, no Breitbart. Leia o artigo completo aqui.

O Twitter está permitindo que dezenas de pedófilos usem a rede social e promovam suas mensagens pró-pedófilos, enquanto concentra seu tempo proibindo os conservadores e reprimindo o equivocadamente rotulado “discurso do ódio”.

Uma conta anônima no Twitter documentou mais de 50 contas que se descreviam abertamente como pedófilos ou MAPs, um acrônimo para Pessoas-Atraídas-por-Menor; algumas dessas contas estão ativas no Twitter desde 2012.

Uma delas , chamada Virtuous Pedophiles, descreveu-se como uma conta para “pedófilos contra o sexo entre adultos e crianças”, enquanto outro usuário se descreveu como um “pedófilo de 50 anos anti-contato”.

Uma conta criada recentemente, que fez mais de mil posts desde sua criação em outubro, postou : “Os MAPs têm todo o direito de falar (inclusive, sim, em blogs públicos) sobre suas fantasias, sexuais e românticas, desde que o material sexualmente explícito esteja oculto das crianças. Não é ruim ou desrespeitoso falar sobre pessoas que você acha fofas.”

“Eu concordo que temos o direito de fazer isso. Se devemos ou não é outra questão ”, respondeu uma conta afirmando ser Todd Nickerson, o infame“ pedófilo virtuoso ”que anteriormente escreveu vários artigos para Salon, incluindo:“ Eu sou um pedófilo, mas não um monstro ”e“ Eu sou um pedófilo, vocês são os monstros: Minha semana dentro da vil máquina de ódio de direita.”

Salon depois apagou os artigos de Nickerson, atribuindo a cupla da publicação a “antigos gestores”.

Outras contas descobertas incluem um usuário que está na plataforma há seis anos e descreveu a si mesmo como “sexualmente e emocionalmente atraído por crianças”.

O problema de pedofilia do Twitter já havia sido relatado por agências de notícias, embora muitas das contas relatadas anteriormente permaneçam na rede social, com o Twitter decidindo não agir, a menos que as contas se envolvam explicitamente em “exploração sexual infantil”.

Em 2017, políticos britânicos haviam pedido ao Twitter que tomasse medidas contra pedófilos, mas o Twitter decidiu ignorar, concentrando-se na lista negra de conservadores e libertários.

Charlie Nash é um repórter da Breitbart Tech. Você pode segui-lo no Twitter  @MrNashington ou  curtir sua página no Facebook .