Por Marcio Monteiro.

Você pega uma conversa de um empresário com um político dos governos passados:

  • Mas amanhã vocês fazem o depósito, não?
  • Claro, claro. Fica tranquilo. Ou melhor, vou fazer o dinheiro chegar aí pessoalmente.
  • Quem vem, você mesmo ?
  • Não, vou mandar o Haroldo.
  • Ah, tá. Então manda ele falar com o Aristides.
  • Ok.

Você pega uma conversa do promotor da Lava Jato com outro promotor:

  • Tem uma suspeita aí que o ministro tomou aquela decisão de suspender os processos porque aquilo pode pegar a mulher dele e o outro ministro.
  • Verdade. E o que você acha que podemos fazer?
  • Sei lá, investigar. Cercar. Prestar atenção. Ver se realmente eles estão envolvidos nessa corrupção aí.

Perceberam a diferença? As conversas de um lado sempre mostrando sacanagens, roubos, corrupção no seu sentido mais puro. Nas conversas do outro lado, sempre a determinação de pegar as sacanagens, os roubos, as corrupções.

E a imprensa, do lado safado. Manchetes e mais manchetes escritas por jornalistas indignados com funcionários do judiciário extrapolando as suas funções. “Meu Deus, onde já se viu isso?”.

Só que a coisa menos crível do universo é bandido falando da bandidagem dos outros.

Esquerda, imprensa, entendam de uma vez por todas: vocês perderam. O POVO está do lado dos procuradores. Do lado dos juízes preocupados em acabar com a corrupção. Do lado da honestidade.

Vocês vão denunciar, vão reclamar, vão criar situações e vão continuar perdendo, como têm perdido até agora.

Vocês estão conseguindo fazer com que os movimentos de renovação comecem a ocupar o lugar dos partidos políticos. Estão conseguindo fazer com que as redes sociais ocupem o lugar da mídia tradicional. Vocês estão colecionando derrota atrás de derrota. Montaram o que esperavam que fosse o maior escândalo da república, com esse gringo e esse site, e a coisa não decolou.

Sabe por quê? Porque o povo está, agora, do lado do bem.

Nada do que vocês fizerem cola mais. Já estou até ouvindo a pergunta-pegadinha do intelectual: “Mas quem determina qual é o lado do bem?”. Vocês vão descobrir rapidinho quem determina. Cuidem-se. Procurem pegadinhas melhores. Essa já está desgastada.

O povo não pode mudar as leis. Mas ele pode mudar as pessoas que fazem as leis. Como dizia a camiseta de um dos malandrões: “O tempo é o senhor da razão”. A virada está só começando.