Por Alexandre Archer

“Tempos sombrios”, diz Vera, representando bem a classe jornalística.

Um minuto:

Quando um presidente da República disse que se apoderar de dinheiro dos outros não era roubo, estavam sombrios os tempos?

Quando este mesmo presidente escroque comemorou efusivamente o fato de não existirem candidaturas de direita, havia sinais de tempos sombrios?

Quando meninas de doze anos – devidamente amparadas pela “beleza” de um movimento cultural – passaram a participar de surubas, em bailes funk, já vivíamos tempos sombrios?

Quando professores transformaram escolas públicas em máquinas de propaganda esquerdista, não eram tempos sombrios, não?

Ora, ora, ora!

Já faz tempo que está tudo sombrio, Verinha.

Você que não tinha notado.