“Somos Responsáveis pelo Conteúdo” diz o Facebook

Leia o artigo original de Ben  Shapiro no Daily Wire.

11/04/2018

Mark Zuckenberg depõe no senado norte-americano

 

 

O ​ ​CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, testemunhando perante o​ senado ​norte-americano, reconheceu que a empresa poderia de fato ser vista como uma editora e não apenas como uma plataforma.​ Eis a parte chave do diálogo:

 

 

​Senador John Cornyn: “Fomos informados de que plataformas como Facebook, Twitter, Instagram e similares são plataformas neutras, e as pessoas que as possuem e gerenciam com lucro… não têm responsabilidade pelo conteúdo. Você concorda que o Facebook e outras plataformas de mídia social não são plataformas neutras, mas têm alguma responsabilidade pelo conteúdo? ”

Zuckerberg: “Concordo que somos responsáveis ​​pelo conteúdo”.

Zuckerberg pode ter acabado de abrir ​a porta de sua empresa ​para um​a enxurrada de ​processos legais. Geralmente, as plataformas não são legalmente responsáveis ​​pelo conteúdo postado nessas plataformas – portanto, questões de responsabilidade​,​ que vão desde violação de direitos autorais até calúnias​,​ não são ​problema das plataformas. Você não pode processar a ​Tim ou a Vivo se alguém o difamar em uma ligação telefônica realizada por seus satélites. Mas esse não é o caso dos editores. Os editores são responsáveis ​​pelo conteúdo adicionado a suas plataformas. O​s jornais têm responsabilidade legal pelo conteúdo que aparece n​eles.

Se o mesmo ​se aplicar ao Facebook, a empresa ficaria​,​ imediatamente ​,​sujeita a centenas de milhões de dólares em responsabilidade legal. Por exemplo, a violação de direitos autorais​, nos Estados Unidos,​ tem uma penalidade legal​ por violação​ entre US $ 750 e US $ 30.000. Quantas fotos não licenciadas são postadas no Facebook diariamente? ​Minuto a minuto? Agora, em vez de um fotojornalista processa​r a pessoa que postou a foto, o fotojornalista pode processar o próprio Facebook. E os bolsos do Facebook são muito​ ​mais fundos.

Esse é o problema de determinar que você tratará sua plataforma como um ​estabelecimento polític​o. Zuckerberg tomou essa decisão meses atrás em resposta à eleição de 2016. Agora a empresa dele pod​e vir a pagar o preço.