Alberto Gaza, ou Tatiana Mala Nina


A Biblioteca Pública de Houston (EUA) patrocina a Hora do Conto Drag Queen, quando homens problemáticos colocam roupas femininas e lêem livros para crianças pequenas. Alberto Garza, condenado por abusar sexualmente de um menino de oito anos, passou pelo sistema de triagem da biblioteca e foi um desses leitores.

Se há um lugar onde um pai deve poder levar os filhos sem medo de ter sua inocência corrompida, é em lugares financiados com seus próprios impostos. Nós agora vivemos em um país onde a biblioteca local não pode patrocinar a leitura da Bíblia, mas um cara gordo de vestido é perfeitamente legal.

Barbara Bush culpou Donald Trump pelo ataque cardíaco. Não foi tecnicamente um ataque cardíaco, embora ela tenha chamado disso.” Trecho de uma biografia de Barbara Bush, escrita por Susan Page. Como a segunda frase mostra, é mentira, além disso, Bush tinha 90 ou 91 anos na época do ocorrido e já estava doente. Mas é como a esquerda se comporta em sua campanha para ganhar dinheiro, denegrir Trump, e manter a campanha de ódio contra o presidente.

Chris Evans, protagonista do próximo filme Avengers: Endgame, disse que ficaria “desapontado” consigo mesmo se não se manifestasse contra a “m@#da” do presidente Donald Trump, mesmo que isso signifique afastar metade de seu público. Ele também admitiu que teria dificuldade em ser amigo de alguém que fosse um defensor de Trump.

Dois sindicatos de roteiristas dos EUA estão sugerindo que a indústria cinematográfica e televisiva boicotará a Geórgia se o estado assinar uma lei que proíba abortos se um batimento cardíaco fetal for detectado. Essas declarações aconteceram apenas alguns dias depois que a atriz Alyssa Milano pediu  às companhias de filmes de Hollywood que boicotem o estado depois que ele aprovou a proibição do aborto.

O diretor e roteirista cinematográfico, Jordan Peele, declarou: “Eu não me vejo lançando um cara branco como protagonista no meu filme.  Ele também revelou que, no início de sua carreira, quando escrevia roteiros, eles tendiam a apresentar pessoas brancas “más”. “A cada duas semanas eu dizia: ‘Que por#a eu estou fazendo? Estou escrevendo um filme em que um homem negro é vitimizado e todos os brancos são maus e estou tentando fazer com que o público se divirta ”, lembrou ele. “Mas se você conseguir tornar isso divertido … foi o que me trouxe de volta.”

O diretor vencedor do Oscar, como muitos de seus companheiros de Hollywood, fala muitas vezes sobre questões políticas. No ano passado, ele chamou o presidente Trump de “racista”, sem nomear ações específicas dele.

Em Brunei, homosseuxiais podem ser presos, torturados e executados. O sultão Hassanal Bolkiah começou a impor a lei da sharia em estágios, em 2014. A primeira etapa criminalizou as celebrações de Natal, engravidar fora do casamento e não comparecer aos serviços de oração muçulmanos. A homossexualidade também foi criminalizada, mas a pena, então, era de apenas 10 anos de prisão. O corte das mãos dos ladrões está incluído no código legal atualizado. Segundo a Anistia Internacional , muitas dessas penas severas podem ser aplicadas às crianças. A rede Asia sugeriu  que o Bolkiah pode estar adotando a linha dura da sharia como um exercício de sinalização da virtude, após escândalos familiares.