Por John Nolte, no Breitbart.

 

Chris Cuomo, jornalista da CNN, anunciou que a emissora não condenará, mas sim justificará a violência política contra qualquer um que ela definir como “intolerante” – o que, segundo o seu tom editorial, nos últimos dois anos, sinaliza a temporada de caça a todos os simpatizantes do Trump por ativistas violentos como Antifa e o Black Bloc.

A member of the white supremacist and a protester are seen fighting.
                White supremacists gathered at Emancipation Park in Charlottesville, Virginia for the Unite the Right Rally.

Para legitimar a violência política, Cuomo disse:

“Nem todos os golpes são iguais moralmente … Estabelecer uma equivalência moral entre os que defendem o ódio e os que o combatem, porque ambos recorrem à violência incentiva o ódio, legitima a crença odiosa e eleva o que deve ser eliminado.”

Este é um ponto de virada dramático para a extrema esquerda. Não só a CNN oferece cobertura moral para os que se envolvem em violência política, mas – graças à definição cada vez mais ampla de “ódio” – a CNN também está pedindo que os oponentes políticos da esquerda sejam “reprimidos”.

Isso, é claro, é um anátema ao âmago do movimento dos direitos civis de Martin Luther King, que nunca se tratou de “erradicar” coisa nenhuma. Pelo contrário, tratava-se do uso de protesto pacífico e desobediência civil para mudar corações e mentes.

Cuomo continuou: [ênfase acrescentada]

Dois erros e o que é certo. Os fanáticos estão errados em bater. A Antifa ou quem quer que seja – anarquistas, descontentes ou equivocados – eles também estão errados em bater. Mas lutar contra o ódio está certo . E em um choque entre o ódio e aqueles que se opõem a ele, aqueles que se opõem a ele estão do lado certo .

Depois de usar a linguagem da “erradicação”, a CNN também faz campanha pela “luta contra o ódio”, mas não dentro do contexto de King – onde a decência inabalável é usada para mudar a opinião pública, para perseguir um despertar moral. A CNN está falando sobre “luta” física.

Cuomo e a CNN vão ainda mais longe:

Pense nisso: osativistas dos direitos civis, eles eram iguais, moralmente, aos fanáticos e aos racistas com quem trocaram golpes? As pessoas que vão à guerra contra um regime perverso esstão na mesma base moral que as que procuram parar de oprimir os fracos? Quando você me dá um soco no nariz por ser italiano e diz que eu sou de alguma forma inferior, eu estou no mesmo lugar moral quando eu lhe dou um soco de volta por dizer isso.

Não se trata de estar certo aos olhos da lei, mas você também tem que saber o que é certo e errado em um sentido moral de bem e mal.

É por isso que as pessoas que aparecem para lutar contra fanáticos não devem ser julgadas como as fanáticas, mesmo que recorram aos mesmos tipos de violência mesquinha.

E a CNN não está apenas falando sobre autodefesa que, é claro, é sempre justificada.

Há duas questões principais. A primeira é:

Resultado de imagem para violence in rallies in Washington, DC, on Sunday, the anniversary of last year’s Charlottesville rally

O que aconteceu no fim de semana (12-08) no rali do Unite the Right 2 foi bem simples e um desastre para os aliados da mídia da Antifa…

Apenas um punhado de nazistas apareceu.

A Antifa chegou em massa.

Este grupo patético de supremacistas brancos não cometeu nenhum ato de violência que conhecemos.

A Antifa se revoltou.

Em outras palavras, apesar de os nazistas decidirem não sair do porão da casa da mãe, em vez de declarar vitória, a Antifa ainda se revoltou, ainda transformou seu ódio e violência contra os que apareceram. Isso incluía espectadores inocentes , a polícia (até policiais negros ), o Serviço Secreto , o governo , os Estados Unidos da América e membros da imprensa .

Veja só, apesar de a Antifa ter provado  repetidas vezes que é uma organização terrorista, a imprensa retratou esse grupo como uma organização virtuosa, mas equivocada, que luta contra os nazistas. Agora, para quem presta atenção, isso sempre foi uma mentira. De vez em quando, vimos Antifa usar suas táticas nazistas contra todos os torcedores do Trump. Mas como a imprensa quer que Antifa atinja os partidários de Trump, a narrativa é Antifa vs. Nazis.

Infelizmente para a imprensa, a violência de 12 de agosto, que foi totalmente causada pela Antifa, expôs a narrativa da imprensa como sendo uma mentira, e isso, por sua vez, forçou a CNN a se expor e finalmente admitir o que sabemos há anos: que o canal a cabo de extrema esquerda é um defensor da utilização da violência política para alcançar seus objetivos partidários, incluindo a violência contra policiais, empresas de propriedade de negros , o presidente Trump e seus partidários.

Virginia,Charlottesville,Confederate general statue

O segundo ponto importante aqui é que a CNN agora está abertamente icentivando e desculpando a violência contra o “fanatismo” e “ódio” depois de ter passado anos definindo “ fanatismo ” e “ ódio ” como qualquer um que apoiasse Trump.

O que a CNN fez, no dia 13 de agosto, ao justificar a violência política, desculpando-a de alguma forma, é um grande ponto de virada em uma imprensaa institucional cada vez mais frustrada e radicalizada.

Uma das grandes pedras angulares do liberalismo clássico é a idéia de que, não importa quão repreensíveis sejam suas idéias, aqui na América você pode discutir essas idéias, contanto que o faça pacificamente. Agora essa pedra angular, as lições morais e patrióticas  de Skokie , foram pisoteadas pelas botas fascistas da CNN, Chris Cuomo e sua turma enquanto uma raiva impotente os leva a perseguir os objetivos não americanos de listas negras e violência.

Esteja ciente de que, de acordo com os jornalistas “pró”, esfregar as mãos por causa de tweets maldosos, a violência política é, agora, um jogo justo… assim como contra todos que apoiam Trump.

 

Fonte:

https://www.hollywoodreporter.com/news/charlottesville-white-nationalist-rally-3-dead-dozens-injured-1029090

http://fortune.com/2018/08/11/unite-the-right-2-rally-dc/

http://www.theweek.co.uk/94449/far-right-rally-planned-for-washington-dc

http://www.anews.com.tr/world/2017/08/15/3-ceos-quit-trump-council-after-charlottesville-riots

https://www.hindustantimes.com/world-news/vehicle-plows-into-crowd-in-virginia-state-of-emergency-declared-after-white-nationalists-protest/story-zBFAbAf4pSK6lg5mSyYjeL.html