James Michael Waught

Um jornalista australiano foi acusado de múltiplas ofensas depois de, supostamente, ter tentado atrair cristãos para sua casa para atacá-los com uma cimitarra.
Acredita-se que o homem, James Michael Waugh, tenha querido realizar os ataques em retaliação aos ataques às duas mesquitas da Nova Zelândia.

Waugh foi acusado de “ameaçar agir com a intenção de causar dano público, usando um serviço de transporte para ameaçar os outros e possuir uma arma para ser usada para matar”. Ele é acusado de ter postado, anteriormente, uma mensagem ameaçadora no grupo do Facebook. Sua mensagem dizia: “Vou matar cada um de você, seus cães politeístas c-“.

A advogada de defesa insistiu, sem sucesso, pela fiança, alegando que não havia provas de que Waugh agiria de acordo com suas supostas ameaças.

“Uma coisa é defender pontos de vista bizarros ou intemperantes e outra agir de acordo com eles”, sugeriu.

O magistrado, no entanto, observou que Waugh havia adquirido uma arma e optou por mandá-lo sob custódia até a data da próxima audiência.

Um médico concluiu que ele não tem problemas de saúde mental.

Siga a Breitbart London no Facebook: Breitbart London