O colunista de tecnologia do New York Times , Farhad Manjoo, se vangloriou de ter passado dois meses desconectado da internet. No entanto, ele usou o Twitter de forma consistente ao longo desse período.

Você pode ler o artigo completo de Charlie Nash no Breitbart.

Manjoo escreveu sobre o que ele aprendeu com os dois meses afastado das mídias sociais e dispensou conselhos paternais aos seus leitores sobre os benefícios de desacelerar o consumo de notícias.”Mas ele realmente não se desconectou das mídias sociais. A evidência está ali mesmo em seu feed do Twitter, logo abaixo onde ele tuitou sua coluna: Manjoo permaneceu um usuário diário e ativo do Twitter ao longo dos dois meses que ele diz ter abandonado, tuitando muitas centenas de vezes, talvez mais de mil.

Ele tuitou quase todos os dias durante os 58 dias do experimento, numa média de mais de 15 vezes por dia”. “Isso está longe de ser obsessivo, mas está ainda mais longe de ser ‘desconectado’.

Mas ele não usou o Twitter apenas para publicar notícias. Ele retuitou as notícias dos outros e comentou os tweets dos outros sobre as notícias, na maior parte dos dias durante o seu período  “desconectado”. Em fevereiro, ele retuitou Sean Hannity , comentando: “Você tem que ler esse tópico, é fantástico”. Ele, claramente, estava usando o Twitter para seguir as notícias – embora menos do que antes de iniciar essa experiência.

Apesar disso, um porta-voz do New York Times teria se recusado a emitir uma correção para o artigo, alegando que ele não constituía uma “falsidade”.

 

Farhad Manjoo, em foto no seu Instagram.

The Media , no entanto, retirou a entrevista com Manjoo em que ele falava sobre o desligamento das mídias sociais, emitindo uma nota do editor  em seu lugar:

“Este programa originalmente continha uma entrevista com Farhad Manjoo, do New York Times, que discutia uma experiência em que ele recebia suas notícias apenas do jornalismo impresso e ficava “desconectado do Twitter e outras redes sociais “por dois meses. “Essa entrevista foi retirada após novas reportagens revelarem que ele não se desconectara, na verdade.”

Manjoo foi rapidamente criticado pelo artigo, commuitas pessoas se manifestando no Twitter.