Grupo LGBT no protesto londrino contra a visita do presidente Trum´p. Qualquer cidadão produtivo fica aliviado em saber que não conta com o apoio desse grupo,.

 

 

Por Joseph Curl. Leia o artigo completo no Daily Wire.

“Manifestantes se reúnem em Londres para protestos em massa contra Trump”, gritou a manchete da CNN.

Uma marcha começou às 11 horas, horário de Londres, e outra às 14 horas. Mas se as imagens da primeira marcha não correspondem à estimativa de 200 mil manifestantes irados entupindo as ruas da cidade.

Uma foto da BBC mostrou ainda menos pessoas reunidas.

As fotos foram tiradas antes de as pessoas saírem para o trabalho, por isso a ausência das multidões. De qualquer forma, a imprensa informou o oposto do que estava realmente acontecendo..

A imprensa também salientou um protesto em Bruxelas na quarta-feira apelidado de “Make Peace Great Again” (Faça a Paz Grandiosa Novamente, numa alusão ao slogan de campanha de Trump). Os organizadores insistiram que milhares de manifestantes se reuniram em frente à cúpula da Otan para protestar contra Trump. Mas, na realidade, apenas algumas dúzias de pessoas apareceram.

Damon Embling, da “Euro News”, informou que os organizadores esperavam que alguns milhares de pessoas participassem do protesto, mas apenas algumas dúzias apareceram”.

Neste vídeo, Delingpole revela que a esquerda pagou 30 mil dólares pelo boneco inflável: