Por Ryan Saavedra, no Daily Wire. Leia o artigo completo aqui.

 

O repórter da MSNBC, Gadi Schwartz, criticou a narrativa da mídia de que os migrantes da caravana são na maioria mulheres e crianças no dia 26 de novembro, direto de Tijuana, no México.

Schwartz noticiou que uma migrante “admitiu que ela não esperava realmente cruzar e estava participando, na verdade  para protestar; ela também afirmou que sua intenção era ir para os Estados Unidos a trabalhar, em vez de solicitar asilo”.

Ruhle, no show da MSNBC “Live with Velshi & Ruhle” disse:

“Algumas pessoas olham para essas imagens e ouvem o presidente, que diz: ‘Não são mulheres e crianças, são criminosos de sangue frio'”. “Dê-nos o perfil da maioria que está lá e, principalmente, o que eles estão procurando.”

Schwartz respondeu:

“A verdade é que a maioria das pessoas que estão nesta caravana, especialmente do lado de fora – se pudermos chegar até lá, mostraremos que a maioria deles são homens”. “Pelo que vimos, a maioria é de fato homens e alguns desses homens não articularam essa necessidade de asilo.”

ASSISTA:

Embedded video