Uma das funções da imprensa é fiscalizar para que autoridades mantenham um alto padrão de integridade.

Liberdade de imprensa é mesmo uma porcaria é o título da notícia do Antagonista:

Um jornalista foi conferir a declaração de Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália, de que havia estudado em Harvard.  A Universidade negou a informação.

Fato semelhante havia acontecido com Dilma Housseff. O currículo da candidata a presidente dizia que ela havia feito doutorado. Descoberta a mentira, ela declarou que não sabia que essa informação constava no currículo, e que a responsabilidade era de alguém da sua assessoria.

Esperemos que estejamos saindo desta era das trevas, onde pessoas em postos de comando se elegem apesar de não serem íntegras e não assumirem a responsabilidade por seus atos.