Leia o artigo em Opinião Crítica.

https://tercalivre.com.br/wp-content/uploads/2019/08/y2mate.com-impeachment_ou_revoluao_os_bolsonaro_precisam_morrer_12minutos_emVZNIU55KA_360p.mp4?_=1

Vinícius Guerrero pede o assassinato de Jair Bolsonaro, de seus filhos, e que militantes peguem em armas.

O vídeo, publicado em seu canal no Youtube e no Facebook, foi apagado após o portal Terça Livre fazer a denúncia inicial. Vinícius Gerrero possui histórico de militância na esquerda, sendo um apoiador do ex-candidato à presidência, Ciro Gomes.

Marco Frenette:
“Eu quero dizer agora o oposto do que eu disse antes / Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante / Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo” – Raul Vinicius Guerrero Seixas

Marco Frenette:
Stalin negava o que havia dito com todas as letras. Pol Pot negava o que havia dito com todas as letras. Mao negava o que havia dito com todas as letras. Fidel negava o que havia dito com todas as letras. Lula nega o que disse com todas as letras. Ciro nega o que disse com todas as letras. Santa Cruz nega o que que disse com todas as letras. Vinicius Guerrero não tem culpa de ser o que é. O menino chegado numa chacina só teve más influências na vida. É uma vítima da sociedade esquerdista.

Por Marco Frenette.

Se você quiser entender a abjeção da alma revolucionária, que é a que move todo esquerdista e isentão, não precisa ler os “Diários” de Che Guevara, o “Manual da Guerrilha” de Marighella ou “A Mente Esquerdista” de Rossiter.

Basta assistir a dois vídeos de poucos minutos. Primeiro, ao que Vinicius Guerrero conclama os esquerdistas a chacinar a família de Bolsonaro; e depois ao vídeo no qual o mesmo Vinicius, por puro medo de ser preso, finge arrependimento e, inacreditavelmente, se diz contra o discurso de ódio.

Claro que isso não é novidade nenhuma. A esquerda, desde seu surgimento, fuzila e chacina sem dó nem piedade, já acumulando 100 milhões de mortos desde 1917.

Outros esquerdistas brasileiros também já falaram e falam em “guerra”, “morte” e “derramamento de sangue”, a exemplo de Benedita da Silva, Zé Dirceu e Gleisi Hoffmamn – e as celsodanielizações e facadas estão aí para comprovar a veracidade das intenções -, mas, mesmo assim, esses dois pequenos vídeos de Vinicius Guerrero merecem ser assistidos por quem se interessa por política.

É um excelente e rapidíssimo curso de como funciona a mente esquerdista: desejo contínuo de exterminar os contrários ao socialismo e praticar repressão violenta sobre os que forem poupados, mas disfarçando o espírito criminoso por meio de uma defesa fingida dos valores humanistas e democráticos. Exatamente, claro, como estão fazendo na Venezuela.