Quando a Imprensa Julga: Trump, Hitler e Obama.

Por Editorial

Chamberlain e Hitler

Gertrude Stein, judia, laureada com o Nobel, liderou uma campanha pela nomeação de Hitler para o Prêmio da Paz, primeiro em 1934 e novamente em 1938. Ela disse ao New York Times Magazine, em 6 de maio de 1934: “Eu digo que Hitler deveria receber o prêmio da paz porque ele está removendo todos os elementos da competição ao expulsar os judeus e o elemento democrático e de esquerda, ele está expulsando tudo que conduz à atividade. Isso significa paz … Ao suprimir os judeus … ele estava terminando a luta na Alemanha. ”

Por Ben Shapiro. Leia o artigo completo no Daily Wire.

Há algo mais revelador sobre a mídia ao SE comparar e contrastar as pessoas do ano de 2016 e 2012 e 2008:

Obama 2008
Obama 2012

Primeiro, olhe para a arte. A imagem de Obama de 2008 é um espelho do seu poster de HOPE da campanha – um Obama que olha para cima, olhando para a história, um farol de mudança e luz.

A imagem de Obama de 2012 é um espelho deste famoso retrato de JFK que o mostra contemplando seu próprio lugar na história:

A imagem de 2016 de Trump espelha o claro-escuro de The Godfather , completada com cadeira de couro:

Então, a mídia já está tentando contar sua história: Obama era uma imagem maravilhosa, profunda e cintilante de alegria; Trump é um gangster.

A TIME tenta sugerir que Trump é, de alguma forma, indicativo de uma divisão na América que não existia na época de Obama. Em 2012, eles simplesmente rotularam Obama “presidente”; Trump, no entanto, é “Presidente dos Estados Unidos da América”.

Como nos dividimos? Presumivelmente, isso é devido a Trump. Ou pelo menosa seus partidários. Alguém acredita que, se 80.000 votos nos Estados decisivos tivessem ido para o outro lado e Hillary aparecesse na capa, a TIME teria rotulado seu presidente de “Estados Divididos”? Claro que não.

Tudo isso mostra porque Trump batendo regularmente na mídia funcionou – e continua a funcionar. A maioria dos americanos sabe que o país não era um lugar paradisíaco de extravagância e unidade sob Barack Obama – estamos divididos há mais de uma década, no mínimo, e Obama exacerbou essa divisão. Trump não brotou do chão como um demônio. Ele é o produto de uma América dividida que Obama ajudou a dividir.

Mas a mídia continua a divulgar a mentira de que apenas os republicanos dividem o país. Não é de admirar que tantos americanos não confiam nela.

Fonte:

www.cjnews.com/news/international/nobel-peace-prize-hitler-chamberlain