Capa do semanário da Valeurs Actuelles, com o título”Os eco-charlatães“.

Por Alexandre Archer

Vera Magalhães comemora a escolha da revista Time, que elegeu Greta – não aguento mais escrever esse nome – a personalidade do ano; Reinaldo Azevedo mal disfarça o seu lamento pelo fato de a lava-jato estar investigando o Lulinha; Guga Chacra diz com todas as letras que Maduro é conservador e sugere que Dilma tenha adotado práticas direitistas.

Três tristes exemplos que comprovam o tesão doentio do jornalismo atual pela pauta esquerdista.

Definitivamente, essas pessoas estão muito mais preocupadas com o próprio umbigo – quase que escrevi “próprio rabo”, mas achei que seria muito grosseiro – do que com o bem estar do povo.

Desejam a razão a todo custo, e só.

São os democratas radiciais defendendo radicalmente o direito de torcer descaradamente contra o país.

Mas isso não é crime, não.

Assim como também não parece jornalismo.