Olá, olá, olá! Muito boa tarde! Pois então…
Finalmente trago a vocês uma nova história, um novo ponto de vista.
Aqueles que já me conhecem, sabem que sou do século passado; metade do século passado para baixo, quer dizer, tenho, um certo período de vida e graças a Deus por isso… Louvo a Deus por isso…
Fico muito feliz por ter a idade que tenho. Porque tendo a idade que tenho vejo coisas que muitos aí, infelizmente, não poderiam vê-las. Pessoas, que muitas vezes estão pensando, que estão vendo uma coisa, e na verdade, estão vendo outra.
– Muito bem! Eu sou do tempo que história com “H” tinha um significado. E, estória com “E” tinha outro significado. E, Já naquele tempo, claro existiam, assim, as inúmeras variantes, por exemplo: nós tínhamos o humor negro ou o humor puro e simples, o “mau” humor, e, tínhamos também, a piada de mau gosto; tínhamos a piada por excelência!
Piada, aliás, está aí uma coisa, que muitos, como eu, perdem o amigo, mas não perdem a piada.
– Muito bem! E nós vimos, através do advento da internet, e mais agora, depois do advento da Social Democracia misturada à “democracia” do mais baixo clero possível, porque a Social Democracia, nós víamos ali ela liderada por Fernando Henrique Cardoso, o sociólogo, um homem assim, digamos, cheio de pudores, um homem cheio de não me toques e coisinhas, e aí nós vemos aquela coisa do socialista do baixo clero, representado por quem? – Por “aquilo” que representou PT: Lula, Dilma, aquela caterva de vagabundos, gente que não tem a menor compostura, absolutamente para nada. – Creio que ao comer um pastel numa lanchonete de rodoviária de fim de mundo é capaz de horrorizar ao dono da pastelaria, então, imaginem vocês o que é isso!
– Bom, eles trouxeram ai essa de tal fake news! Olha só! Mais uma fake news, uma coisa assim muito interessante, porque de um lado eles querem uma liberdade. Porque, o tanto que eles lutam pela liberdade, é uma coisa linda de se ver, é uma cantilena maravilhosa, e por outro lado daí você vê que para se ter essa liberdade, eles querem controla-la. (risos)
– Então, eles querem total liberdade para você! Eles querem o teu bem, mas, para o teu bem eles precisam te machucar! Eles precisam te arrasar! Eles precisam te destruir; e não só! Eu não tô dizendo, que isso, é só da parte desses socialistas, de botequim de última categoria, mas também, desses socialistas da Social Democracia. Não se enganem, não há diferença entre um bandido e outro.
Bandido sempre será bandido, assim como mentira sempre será mentira, não importa se ela venha camuflada com o nome de fake news; não importa, ela sempre será mentira, o problema é justamente esse: O quê é fake news? – É mentira, que é, por exemplo, a piada em si.
– Porque eles deram um jeito de confundir tudo, justamente para que eles pudessem se apegar a algo, e dessa forma eles pudessem, digamos, controlar a tua vida. Tanto, que inventaram a patuscada do vírus “xingue-lingue”, o vírus chinês, e na verdade qual o objetivo? O objetivo único era de dizer para você: Fique em casa!
Tanto que você observa melhor isso, depois do advento, dessa – aspas – “tentativa”, do Supremo de cassar o celular do Jair Bolsonaro, justamente por fake news, por estar ajudando na disseminação de fake news, etc. Mas o objetivo maior mesmo é cassar o mandato dele, todo mundo sabe.
– Então veja! Com essa brincadeira contra o Jair Bolsonaro, nós vimos que a história do “fica em casa” morreu! (risos)
– Morreu! Gente! É você não ouve mais, por incrível que pareça, só ouve, talvez, lá na cidade do interior. Na capital você não ouve mais isso, até por que: com essa brincadeira do Alexandre de Moraes, do Celso de Mello, do Marco Aurélio Mello, dos “Supremos”, – entre aspas – daqueles que se julgam algo além do que são – com essa brincadeira, eles botaram por terra toda e qualquer tentativa, ou tratativa de colocar você dentro de casa. Porque eles tiveram que liberar os fascistas lá. –Os verdadeiros fascistas, que são aqueles que vêm com a camiseta de “Antifa”.
Ou seja: antifascista, mas que na verdade não passam de comunistas, eles são o que há de pior no meio criminoso, é isso!
O que há de pior no meio criminoso é justamente o X-9 ou justamente aquele que combate o crime, mas sendo um criminoso também. Quer dizer: pode ter certeza que esse nem bandido respeita, não tem jeito, por quê? – Porque bandido também tem ética, gente, bandido na contra ética deles, eles têm lá um preceito que se você furar você é morto; ou seja: você não quer ser como eles? – Bom, não seja, mas não vá entregar, não vá dedurar, não vá fazer o que você acha que tem que fazer, porque eles vão te matar.
– Mas tudo bem, voltando aí a nossa história – Nós vivemos um país, onde você pode ler: história, estória, fake news, mentira, enfim tudo, e, você acaba não sabendo absolutamente nada. Por quê? – Porque aqueles que são os “responsáveis” (aspas), ou que pelo menos se autodenominam os responsáveis pela história, conseguiram transformar tudo de forma, que você nunca vai conseguir pegar o fio da meada. Não adianta! Você hoje, já não sabe mais quem é herói quem não é, quem é bandido quem não é, porque bandidos eles soltam, homem de bem eles prendem…
(…) nós temos aí dois, homens de bem, que se não me engano, ainda estão presos porque foram fazer uma espécie de manifestação na casa do Alexandre de Moraes. Bom, até onde nos consta a manifestação ideológica, desde que, você não esteja no anonimato, ou no quebra-quebra, ela é livre. – Livre! Entendeu! Quer dizer: mas eles prenderam os caras, por outro lado, eles soltaram traficantes que foram pegos com trezentos, quatrocentos quilos de cocaína.
– Eles soltaram bandidos, bandidos perigosos, que inclusive, ao voltar para a sociedade, já cometeram outros delitos e todo o mundo sabe. Porque já caiu, mesmo aquela mídia fraudulenta, a grande mídia CBN, a Globo, essa grande mídia fuleira aí, ela mesma, não conseguiu esconder tais fatos. Por quê? – Porque foram feitos de tais formas que elas se viram obrigadas a dar a manchete. – Esse é o ponto!
Então veja: pessoas que já saíram da cadeia e que já foram delinquir, estão delinquindo, por quê? – Porque não tem como, simplesmente, mobilizar um grupamento ir lá prender os caras porque não é bem assim: sair prender um cara depois que ele saiu da cadeia. – Primeiro: porque ele se esconde.
– Segundo: porque ele tem o setor dele, o serviço de inteligência dele que o ajuda a manter-se bem escondidinho, de forma, que quando a polícia ensaia um caminho para o lado dele, ele já tomou outro rumo, então, por aí você imagina! Nós estamos vivendo um país, que você já não tem mais o pé, e muito menos a cabeça.
– Nós temos uma “Suprema Corte acovardada”, como diria, aquele cafajeste, aquele que por infelicidade geral da nação, chegou à categoria de presidente da República, pois é, aquele bandido que também foi presidente da República, ele disse certa feita que: “A Suprema Corte era acovardada!” – A gente, naquele momento, não conseguiu entender o equivalente ao termo.
A gente olhava aquilo, que ele dizia estar “acovardado”, e a gente pensava, mas são todos amigos dele, a grande maioria, que ele mesmo havia indicado para a Suprema Corte. O que ele queria dizer com aquilo?
– Bom, a gente não tinha entendido muito bem. Eu vou confessar para vocês que até agora eu não entendo muito bem, mas de qualquer forma, hoje eu já tenho um quadro mais bem desenhado, então, hoje eu vejo aqueles “pavões” que não passam de “urubus” fantasiados de “pavões”, e que estão ocupando cargos na mais alta Corte do País; envergonhando o povo, a si mesmos, a seus familiares; e claro, como não seria diferente: estão simplesmente, defecando sobre a nossa Bandeira, sobre nossas Armas, sobre tudo o que temos de mais sagrado, porque o que o povo tem de mais sagrado é aquilo que representa o seu País: sua Bandeira, seu Hino, sua Constituição, enfim, são os valores que nós temos, mas aqueles caras ou aquele seres das trevas, oriundos de quaisquer esgotos que se possa imaginar, não poderiam ser grandes coisas, eles tinham que ter parte com o capeta.
– E não estou falando do capeta, que comumente se conhece não, o capeta que comumente se conhece passa por santo perto daqueles onze indivíduos que estão lá na Suprema Corte. E vejam só, são onze, não são cento e dez, não são mil e cem. São onze!
São onze nós cegos, que estão lá dando ordens a uma Nação que – aspas – deveria ser “democrática”, digo – aspas por quê? Porque nós não vivemos uma Democracia, nós vivemos uma Ditadura do Judiciário. Que Rui Barbosa já havia deixado o alerta que: “A pior Ditadura seria, a do Judiciário, porque contra ela não há a quem recorrer!”
– Muito bem: e essa Ditadura do Judiciário está dando, as cartas, pelos, “menininhos mal educados, mimados” que não sabem ouvir um não. Não sabem, sequer, amarrar os próprios sapatos, limpar a bunda, oh! Quem dera! São, uns velhos babões, e imagino que costumam babar na própria toga. – Imagine que vão saber limpar a bunda.
– Devem estar usando fralda geriátrica, a grande maioria; e olha não estou falando isso por demérito não. A gente caminha para uma idade, onde a gente volta a ser criança! Eu estou com sessenta anos, não sei se daqui a pouco, também, não vou ter que usar, ora por que não? Sabe se tiver que usar, paciência usa, e, que seja da forma mais digna possível.
– E qual é uma forma digna? Uma forma digna é você, pelo o menos, não sair fazendo lambança por tudo quanto é canto. Se você já não sabe ligar “lé com cré”, cala a boca e fica em casa imbecil. É o que está acontecendo, por exemplo, com aquilo que se chama “decano”, – sabe, é um “de cano” mesmo, “deu o cano” ou “do cano” é originário “do cano”– quer dizer: é um cara que, realmente, não sabe o que quer. Ele e seus pares ousaram criminalizar Bolsonaro por um monte de coisas, criminalizar Abraham Weintraub pelo que falou. Querem buscar Abraham Weintraub para, inclusive, fazê-lo depor na – aspas – “CPI da fake news” porque ele ousou…
(…) não é bem só isso, eles querem dizer, que Weintraub está incurso em crime contra a Lei de Segurança Nacional. Por que ele disse, e, é o que todo mundo diz ou pelo menos sessenta por cento da população está dizendo que: “A Suprema Corte tem que ser presa!”. E não há nada de novo nisso. E não há crime algum nisso. Por quê? – Porque, ora, se tem algumas pessoas dizendo que tem crime ali, o quê cabe? Cabe à justiça investigar.
– Em não havendo crime, orienta a população: – Ó gente fomos lá ver, realmente, não há um crime, o que há são onze babões, que não sabem onde meteram o nariz, e aí vocês pensam que são criminosos. Tá bom? – Tá bom! – Então, daí a gente entenderia e pararia de dizer que são criminosos aqueles que são apenas idiotas.
– Veja, eu não posso admitir qualquer coisa que seja diferenciado disso: ou são criminosos, ou são idiotas, ou são os dois, ou são até “filhos da puta”, eu não duvido mais nada! – E veja, eu não estou falando “filhos da puta” porque quero magoar ou ofender a senhora, genitora, daqueles fetos mal criados, fetos, porque a senhora, que geriu aquilo, deve ter jogado fora a criança e criado a placenta. Que não é possível! E veja! Não dá para tirar um!
– Se você não tira um, porque não é criminoso, supondo, que um daqueles lá não seja um criminoso, – tudo bem – mas você não tira ele, por que ele é, no mínimo, omisso ou conivente, e, sendo omisso ou conivente, no serviço público, isso também é crime! – Até tem um título: “crime de responsabilidade”, quer dizer: você não pode, por exemplo, no serviço público dizer: – Ah! Não sei!
– Ah! Não vi!
– Ah! Eu não sabia!
Então, – voltando – eles querem criminalizar o Abraham Weintraub por crime. Muito bem, que crime ele cometeu? – Ele disse: “Que estava na hora da polícia prender, a começar pelo STF”
– Primeiro lugar: ele não deu nome aos bois, – coisa que eu acho que ele deveria ter dado, e não é tão difícil de dar nome aos bois, por quê? – Porque é só dar os onze nomes, – Onze – não são cem, nem mil e cem, são onze. – Ou seja: Você dizer que: Celso de Mello, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Lewandowski, Carmem Lúcia, Rosa Weber, Edson Fachin, Luís Fux, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes… Mas veja: isto equivale a dizer, em primeiro lugar, que todos eles estão incursos em crimes, no mínimo de omissão, conivência, ou mesmo, contra a Segurança Nacional, contra a Democracia, contra a Constituição… E apontar isto é uma atitude decente de qualquer homem que veja um palmo adiante do nariz. Por quê? – Porque você não está falando absolutamente nada diferente do que de fato está acontecendo, e, como eu disse e repito caso não seja, por exemplo: vamos supor que a Rosa Weber de fato não seja criminosa, – o que eu muito duvido – porque a eleição de 2018, ela quase entregou para o Haddad. Quando o povo, todo andando na rua, percebia que só poderia dar Bolsonaro nas urnas, não tinha alternativa, não tem como você ver o contrário, é a mesma coisa que hoje eles quererem dizer os “robôs” do presidente.
– Os robôs do presidente todos eles tem: nome completo, endereço, CPF, titulo de eleitor, e tal. Que dizer: eles querem descaracterizar uma situação para dizer que Jair Messias Bolsonaro está no cargo de forma indevida. – Como de forma indevida, imbecil? – Se foi a própria Rosa Weber que vendo, que ia dar porcaria, ela entregando a eleição para o Haddad, porque o Exército ia tomar o País naquele momento. Ele ia fechar o STE, o TCE, o STF, enfim, ia fechar. Por quê? – Porque aquilo é como foi dito: as FFAA, para tomar o País, elas precisam da desarmonia entre os poderes. – A desarmonia já há! – O que as FFAA estão esperando é apenas um gatilho que seja acionado.
– Veja, não é por que você veio a mim e roubou um centavo, que eu vou simplesmente te prender, não. Você veio roubou um centavo, eu vou te observar, vou ver, vou perguntar por que você roubou um centavo, vou falar com você. Agora, caso você faça algo um pouquinho mais sério, pronto! – Aí já é o gatilho, aí você vai preso sim. – Então, seria isso – E, então, não seria demais eu dizer que Rosa Weber, ainda, que não seja criminosa, ela é no mínimo omissa ou conivente, e, quem sabe, as duas ou as três coisas ao mesmo tempo.
– Formação de quadrilha já está configurada, não tem como, ali existe um compadrio de tal maneira, que você não sabe mais quem é pior entre os onze; então, a formação de quadrilha está mais que configurada. É quase impossível você escapar do óbvio. Ou seja: aqueles onze devem ir ao menos para a prisão, e claro, talvez até para o cadafalso. Talvez, não os onze, mas principalmente dois ou três ali, o cadafalso é o mínimo que se pode lhes oferecer. – A não ser que haja uma mudança radical nos planos deles, de tal forma, que comecem a mostrar que mudaram e que agora são farinha de outro saco, ou, outro tipo de pessoas, porque as nossas FFAA não estão muito preocupadas em tomar posse, derrubar STF não, não é nada disso que eles querem. Eles querem apenas o trem andando nos trilhos.
– O quê que é o trem andando nos trilhos? – É o nosso País andando pelas trilhas da Democracia, dentro de padrões previamente estabelecidos pela nossa Constituição Federal; apenas e tão somente isso. – Eu até ouvi um YouTuber aí, falando que: “Se os militares podem sair aí pelo ‘142’ e até agora não saíram por quê? – Por que será? – Será que eles estão sendo omissos?”
– Não meu querido, não, não. Entenda querido, existem necessidades, e existe uma necessidade que é a de planificar o terreno, para que você possa construir uma casa. Se você não nivelar o terreno, não fizer o devido aterramento, amassar bem a terra, pisar bem a terra, para que a terra fique bem nivelada, bem posta; quando você construir a casa, à medida que o tempo vai passando, esse terreno começa a trabalhar e a casa começa a romper, a quebrar, a partir, abrir frestas e enfim…, e, daí, você vai perder a casa. A mesma coisa com os militares, eles não podem simplesmente sair e começar a derrubar tudo. Por que primeiro lugar: eles não são polícia. O papel deles não é de prender. O papel deles é de abater.
– Então veja: “Uma Corte acovardada”, e, dito isso pelo Lula não é por mim. Estou repetindo o que uma “besta quadrada” falou. Eu me dou o direito de repetir porque isso é história; é o equivalente a eu dizer que, aquele Celso de Mello é um juiz de “merda”, quando eu digo que o Celso de Mello é um juiz de “merda”, eu não estou fazendo nada mais do que repetir o que está escrito na história.
– O ministro Saulo Ramos, era amigo de Celso de Mello e também influente com Sarney. Ele chegou pro Sarney e disse: “Olha! Tem um cara aí, que é tão vagabundo, a ponto de você coloca-lo no STF, sabe, é tipo do pau mandado, conhece pau-mandado?” – Conheço!
“Pois é, é o Celso de Mello, é ‘um pau mandado’. Aquele cara que não vale o feijão que come. Pois é, esse é o Celso de Mello, é um cara tão bosta, mas tão bosta, tão merda, que você pode colocar ele no STF, que ele vai fazer tudo o que você mandar Sarney. Ele vai fazer da forma mais carinhosa possível! Ele é capaz de lamber a frieira do teu pé Sarney.” Daí Sarney olhou para ele e disse: – Credo Saulo! Ainda existem homens assim!?
– Por quê? Porque Sarney também é um canalha, então claro, que para ele um vagabundo desse é um homem. – Muito bem – Saulo Ramos apresentou Celso de Mello pro Sarney e este nomeou o Celso de Mello para o STF, e, o Celso de Mello está lá, até hoje, fazendo lambança.
– Pois então, a história, do Juiz de Merda, que o Saulo Ramos conta no livro: “Código da Vida”, está aí para quem quiser conferir.
O Saulo Ramos nos conta que falou para o próprio Celso de Mello, por telefone: “Entendi, que você é um juiz de merda”. Vejam só, “Juiz de Merda”…
– Ora, sendo o decano da Corte um juiz de merda, eu preciso perguntar para você quem é: Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Lewandowski, Rosa Weber, Carmem Lúcia, e os outros ali, Marco Aurélio de Mello…, preciso perguntar?
– Marco Aurélio de Mello era primo do Fernando Collor de Mello, os outros oito, acho que os outros oito, se não me engano, foram todos nomeados pelo Lula e pela Dilma, sendo que o Dias Toffoli, não lembro se o Dias Toffoli ou o Lewandowski, um dos dois foi indicado pela Mariza, aquela que enriqueceu vendendo produtos da Avon.
– Mas veja bem! Todo o ser humano tem o direito e o dever de ficar bem financeiramente ou pelo menos medianamente bem financeiramente com o fruto do seu trabalho. Tudo bem! Eu não vejo nada de mau na dona Mariza ter um certo sucesso com seu trabalho. Agora! Uma fortuna, um enriquecimento a ponto de chamar a atenção da própria justiça! Aí é demais!
– Mas, não é somente isso, na “Corte Acovardada”, onde um dos membros é chamado de “juiz de merda”, e, esse que é também, decano, tendo esse título tão imponente “Juiz de merda”, imaginem o resto, aquilo ali é um fedor só, por isso, eu chamo a “Suprema Toga Fedida”. Não tem o que fazer, eles limpam a bunda com a Toga. Eles limpam a bunda com folhas da constituição, e, quando acabam as constituições impressas, determinam aos prelos da gráfica do Congresso, que não parem de imprimir o papel higiênico que eles usam para limpar a bunda.
– Há bem pouco tempo atrás, o Alexandre de Moraes, (se bem que: falar do Alexandre de Moraes, é “chover no molhado”) advogou sim para uma situação em que havia envolvimento do PCC. Se não foi especificamente para o PCC, era para uma empresa com envolvimento com eles. E ele estava naquele circulo, o que não quer dizer nada, porque advogado, trabalha para defender pessoas, e mais do que natural, assim, vai defender o quê? – A grande maioria de quem ele defende é bandido – A grande maioria, claro, que tem muita gente honesta que precisa de advogado, lógico, evidente, mas na grande maioria é bandido.
– Bom! O advogadozinho, porta de cadeia, como era Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, e muitos outros, – porque nem passar em concurso não passaram – se não me engano, um deles não chegou a passar no concurso da OAB, acho que foi o Dias Toffoli, que hoje é o presidente do Supremo Tribunal Federal, aliás, com a alcunha de: “Amigo do amigo de meu pai”.
Vejam só, Fake news… Mas isso é história, e quem disse isso, foi o próprio filho do Norberto Odebrecht. O Marcelo Odebrecht, que também é considerado o príncipe das empreiteiras, é o herdeiro natural das empresas Odebrecht.
As empresas Odebrecht, para quem não sabe, são um poderio muito grande na área da construção, que está aí no mundo todo. Aquele cara, só não sabe o que fazer com o dinheiro que tem só isso!
– Que dinheiro não é o problema, embora, claro, agora estejam assim, numa época de vacas magras, porque andaram tendo muitos problemas com a justiça e tal…
– Mas não se iludam, assim como não devemos nos iludir com aquele…, tem um macaquinho, que está aplaudindo todo mundo, e aonde tem um crime ele dá um aplauso, e dá risada, e costuma meter o bedelho aonde não é chamado, – um, tal de Sérgio Fernando Moro – confesso que eu gostei muito dele, confesso tê-lo tido, não como um herói, porque eu não sou homem de heróis, eu não tenho herói, mas ele era um homem, que eu admirava bastante. Cheguei a admirá-lo sim, ele aparentava ter muita ousadia, mas depois eu comecei a perceber: que ele não teve a ousadia porcaria nenhuma. Por quê? – Porque ele não fez nada além, do que era dever do ofício. Afinal de contas ele era um juiz Federal.
– Ora, um juiz, se você chega com uma prova, ele vai ter que: julgar ou condenar, ou absolver. – O quê que ele fez: – como eram provas robustas contra o Lula…, ele condenou Lula, Zé Dirceu, Marcelo Odebrecht e muitos outros, e os condenou. Mas daí, nós percebemos já na época, que havia alguma coisa que o impediu de ir adiante. E eu digo isso, sem nenhum pudor por quê? – Porque não fui eu o único enganado. Existem muitos, que ainda hoje estão enganados, e, até achando, que o Sérgio Moro era de fato um herói impoluto, inclusive nossa, não pode manchar a biografia dele. – Olha, ele até pode ter escorregado na banana hoje, mas a biografia dele é impoluta!
Minha gente, ele não fez absolutamente nada além de seu dever de oficio, naquilo que fez. E naquilo que não fez, ele prevaricou; somente isso.
Então, a prevaricação houve, existiu, ou seja: o crime de responsabilidade. Ele incorreu em tal crime querendo ou não.
– Ah, mas eu não sou jurista, não, eu não sou jurista, mas: – você liga A + B, e, você vai liga B + A, você vai ter BA; C+A você vai ter CA, e assim por diante. Quer dizer: não tem muito o quê você enfeitar, você aprende a ler e a ler o óbvio. Sabe, houve crime? Houve! – Por que que o cabra não foi preso?
– Aí, hoje você vê foto dele dando risadinha e falando ao pé do ouvido de um criminoso. De que criminoso eu falo? Especialmente do Aécio Neves. Tem outros, mas o Aécio Neves, esse é o principal.
A pergunta é, o que tinha de tão interessante, para dois homens barbados, ocupantes de altos postos na república, para estar de risadinha, falando, um no ouvido do outro? Bem se percebia que boas coisas tinham para contar um ao outro.
Lembrando que um deles, representante de um dos maiores partidos do País, e o outro um juiz da esfera federal. Isso nos coloca com a pulga atrás da orelha. Isso nos leva a imaginar, minimamente que haja ali, relações promíscuas.
Observe-se o fato de que o interlocutor, tem histórico de pelo menos, um talvez, envolvimento com drogas, e não caberia a um magistrado aquela postura, tanto mais pelo fato, de poder haver também envolvimento com as empreiteiras que vinham sendo investigadas.
– Então, se Aécio não tem, qualquer envolvimento, que se prove o contrário, que se limpe o nome do indivíduo. É para isso que existe a lei. Agora, o que a lei fez: ao contrário de limpar o nome dele e de alguns outros, os membros do STF, pegaram as causas e sentaram em cima dos processos, e ficaram usando de babeiro para limpar a bunda.
– Meu! O processo do cara caiu lá? Investigue-se, e veja se o cara é criminoso. Se não for criminoso, que o absolva e que se dê a divulgação à matéria, para que todo mundo saiba que ele não é criminoso. Ora, o quê que há?
O quê que tem de errado nisso?
Isso é a lógica da magistratura ou da justiça, quer dizer: não tem o que você dizer ao contrário!
Sendo o cara uma figura pública, que se investigue e não havendo o que o condene, que lhe seja dada a divulgação necessária para o esclarecimento de seu caso. – É, mas é que é difícil provar?
– Se, é difícil provar, porque que se meteu onde não devia?
– Então, difícil provar?
– Então paciência, afasta o cara, tira o cara do cargo público, porque não é justo, ele ficar sendo mantido com dinheiro público, através dos cofres públicos, para continuar fazendo as barbaridades que ele faz.
– Então analisem, Sérgio Moro, magistrado da alta esfera, Aécio Neves, Fernando Henrique:
Fernando Henrique defende liberação de drogas, minha gente! Com quase noventa anos… Se ele fuma maconha ou usa qualquer tipo de droga, então, internem esse filho da puta porque, realmente, é somente isso, o que esse filho da puta merece. – Ah! Mas ele foi presidente!
– Grande bosta ele ter sido presidente da República. Se com quase noventa anos, fuma maconha ou cheira cocaína, não merece respeito… E o pior é o fato de que ele está incentivando o uso, ou seja desinformando!
– O incentivo ao uso de drogas também é crime! – Puta que pariu! – Além de ser crime, ainda faz mal pros meus filhos, pros meus netos, para as nossas crianças. Então, nós não podemos admitir que uma pessoa desse nível, desse padrão, esteja ai fazendo proselitismo à utilização das drogas. Nós temos que lutar contra isso. Nós temos que brigar contra isso, temos que dizer que isso está errado. Nós temos que mostrar que isso, realmente, não pode continuar do jeito que está!
– Então, existem muitas pessoas com as quais não se pode ter mais conversa: Boulos, Zé Dirceu, Lula da Silva, Fernando Henrique, Aécio Neves, aquele traste do Helder Barbalho, o próprio Caiado de Goiás, o Dória, o Witzel,… Não dá gente, simplesmente não dá!
O Caiado em Goiás, eu até fico entristecido, esses dias ouvi de um grande amigo, que o Caiado, teria fechado o Estado de tal forma, que conseguiu fazer com que o Estado tivesse apresentado o menor número de infectados no Brasil!
– Ai Deus! Ah Deus! Oh Deus! – A pessoa que falou isso, não leu absolutamente nada acerca do vírus.
Alguns pontos são básicos, o vírus, em primeiro lugar, não gosta de calor, Goiás, além de ser calorento, e mesmo no inverno aquilo deve ser um forno, ainda, tem o problema de ser um ambiente muito seco, até para você respirar é meio difícil. – Eu estive lá e conheci o calor daquelas paragens.
– Então veja, eu estou doido para ver esses “números” onde comprovam que o estado de Goiás foi o que teve o menor índice, que justifique aquele cara ter sido aquele crápula que foi, a ponto de mandar bater em youtubers na rua, a ponto de mandar prender quem estava nas ruas. Olha, já ficou comprovado por eles mesmos que o isolamento não funciona por quê? – Porque se o isolamento tivesse sido tão bom! Por que soltar preso que já estava isolado? – Primeiro lugar: a grande maioria dos presos que eles soltaram, inclusive, já estavam infectados. Ou seja: quando sai infectado, não somente de corona, mas de outros vírus, inclusive, porque lá dentro, é uma verdadeira suruba, então, eles saem de lá e trazem a tuberculose, a Aids, e tudo quanto é vírus para casa, ai vão logo, (são uns doces de pessoas), infectando suas esposas, amantes e as pessoas em volta porque, naturalmente, vão fazer o quê, são gente e também se acham no direito de se divertir. – E você acha que eles vão ficar em casa, claro que não.
Outra coisa, ficar em casa minha gente, é coisa para rico.
– É coisa para gente que podia viver de festinha como fez o Dória, o Witzel, Caiado…, fizeram muitas festinhas…, festas e festas boas, regadas a muito vinho, muita cerveja, sem máscara, sem distanciamento e com muita prostituta. Quer dizer: eles viveram muito bem, obrigado!
E, além disso, claro, rico mesmo eu não sei, qual foi o rico que de fato ficou em casa; até porque o ambiente que o rico frequenta, pobre não entra, a não ser para limpar.
Mas é claro, que para um rico ficar em casa é fácil né, você tem quarto, sala, cozinha, banheiro área de serviço, lavanderia não sei mais o que, em uma área absurdamente grande, garagem, área de lazer, salão de jogos, salão de exercícios, quer dizer:
– minha gente! – Você tá cansado de ficar numa peça da casa vai para outra. – Ah! Deu um, certo, enfado vai para a churrasqueira, na beira da piscina, assa uma carninha, uma linguicinha, um negocinho… pega alguma coisa no freezer e coloca no micro-ondas ou pega o disque, qualquer coisa, e liga para o serviço delivery, e você recebe em casa de tudo o que você precisa…
Então desculpa, mas o fique em casa, foi para o otário, que realmente não tinha para onde ir e nem como se movimentar.
– E aqueles que verdadeiramente tiveram que ficar trancados em casa, onde na porta passa um valeta a céu aberto, com os dejetos de todas as demais casas da vizinhança, e trazendo a doença para dentro da casa, oito pessoas, dez pessoas, num cômodo só.
– Então vejam, essa brincadeira de “fica em casa!” foi uma grande de uma patacoada em primeiro lugar. E em segundo lugar: restou desmascarada a questão do isolamento, por quê? Porque o isolamento correto, qualquer idiota que lide na área da saúde sabe disso, quando a pessoa aparece com uma doença infecciosa, analisa-se o indivíduo, e conforme o grau de desenvolvimento da doença, isola aquele indivíduo e não o manda de volta para casa, a fim de que infecte os demais membros da família.
Após essa primeira etapa, conversa-se com parentes, amigos, familiares que tiveram contato com o indivíduo infectado no período da incubação do vírus, e se avalia a necessidade de isolar os demais membros. O restante, volta para suas atividades normais, especialmente com a liberdade de ir e vir, a fim de que possam usufruir, do que não é negado nem mesmo aos presos, pegar sol. E sol, se pega na rua, não trancado dentro de casas, que muitas das vezes, são piores que prisões. Vitamina “D”, praticamente, só o sol pode te dar.
– Você não consegue fechado dentro de uma casa de jeito nenhum. – Ah! Mas abre uma portinha, o sol entra por uma nesga da porta. Isso não existe!
– É você precisa sair para cuidar da sua saúde mental. Se você ficar trancafiado dentro de uma casa, como disse, a não ser que seja uma casa muito boa; você vai ter problemas, porque você começa a sentir medo até de ir na porta! Principalmente, por que você liga a televisão: –“Tá fica em casa se não você vai morrer” ou, então, Dória tem um coveiro de estimação, o Covas, o Dória, com seu “coveiro” de estimação ‘Covas’ estavam abrindo covas, literalmente, para enterrar aqueles defuntos que não vieram. Estavam doidos para inaugurar o cemitério; tal e qual aquele Odorico Paraguaçu que na novela da Rede Globo: “O Bem Amado”, ele queria porque queria inaugurar um cemitério, e quando via um doente, corria a conversar com o mesmo, para descobrir quando o cara ia morrer, para poder fazer o enterro do cara, e ele dizia:
Olha fica tranquilo, quando você morrer, nós te damos enterro, nós te damos uma festa, nós damos tudo para você…, fique tranquilo!
– Muito bem! Então você veja! Dessa forma, você colocou o quê na cabeça da população?
– Medo, pânico, ou seja, tem muita gente que no primeiro momento ficou com claustrofobia, de tanto ficar preso dentro de casa, e muitos tiveram aeroacrofobia, que é o pânico por sair na rua, quer dizer: depois de tanto tempo trancado, como é que você abre a porta e: – Agora você pode sair…, além disso, tem aquele outro problema de saúde que é seríssimo, que é a perda de emprego e consequentemente o enxugamento da receita do indivíduo ou seja: o cabra sem dinheiro, ele já não comeu ontem, não come hoje e não vai comer amanhã. E a tua ajuda, na grande maioria das vezes, não adianta, por quê?
– Porque além de tudo, por mais que você ganhe bem, tuas mãos não alcançam a todos.
Muitos não serão alcançados, porque, estão fora do teu raio de alcance. Porque muitos não passam perto de você, o carrinheiro, mora em lugares que você não costuma frequentar, lugares fétidos, perigosos, inalcançáveis mesmo.
– Você vai alcançar sim aos que estão à tua volta. Só não esqueça, os que estão à tua volta, também tem outros que podem alcançá-los, então a concentração continuou nas mãos de poucos.
Eu soube de uma amiga minha, uma pessoa que eu gosto bastante, uma pessoa muito querida, que tinha apenas vinte reais, e, dividiu dez reais com o irmão e ficou com dez. – Veja, vinte reais, num momento deste, já não é absolutamente nada. Eu não sei quanto você gasta numa padaria por dia, mas pode ver, e observe o que é que você faz com vinte reais, e, essa pessoa, infelizmente, não tem ninguém em volta que possa ajudá-la, por que as pessoas, “boazinhas”, estão, um pouquinho distantes ou até a conhecem, mas conhecem via internet, quer dizer, não tem como chegar até a pessoa para ajudá-la. E são pessoas dignas, que tem vergonha de ficar pedindo ajuda. Então, não pede como não me pediu ajuda. Comentou isso, e quando eu disse que eu ajudaria, não que eu possa, mas até ajudaria, a pessoa disse: “não, não precisa, eu me viro”. – Quer dizer: puxa vida, a pessoa tem bom senso.
– Agora, enquanto isso tem muitos que correram para a fila da ajuda do governo para pegar os seiscentos reais. Gente, tá na hora de criarmos vergonha na cara.
– Exigir, sim, no mínimo a destituição dos onze do STF, e depois que sejam recolocados outros onze ou depois de julgados, alguns desses onze, que até voltem para o cargo que ocupam, eu não acho nem um pouco salutar isso, por que daqueles onze que estão no STF, se não são criminosos são omissos e coniventes, como já disse antes, o omisso e o conivente, agiu de forma dolosa, tornando-se também criminoso e, tendo prevaricado, não pode voltar para o cargo que ocupa.
– Caiado, Dória, Witzel, Leite do Rio Grande do Sul, Moisés de Santa Catarina, Helder Barbalho do Pará a Fátima Bezerra do Rio Grande do Norte, aquele Zé bosta do Camilo Santana do Ceará, aquele merda da Bahia, –não lembro o nome do infeliz – esses, minha gente, têm que ser presos. Pelos crimes que cometeram, ainda que seja de apenas, malversação do dinheiro público, o que por si só já é crime, porque houve o desvio do dinheiro que foi enviado para a saúde. Compraram porcaria, não souberam administrar. No mínimo prevaricaram com a administração do dinheiro público. No mínimo, somente isso. Se não tiver mais coisa do que isso…
– Bom minha gente, perdão, o que eu tinha para dizer era isso, eu espero que vocês ouçam com atenção. Quem puder que ajude a divulgar.

Que Deus abençoe, proteja, guarde, liberte, restaure em Nome de Jesus, aleluia! (Beijos, bye, fui)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista DRT-0009597/PR e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 03062020 – A Corte acovardada – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae #Moraesnaovaimecalar