O Antagonista confirmou que a transexual Suzy, Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos. apresentado em reportagem de Drauzio Varella no Fantástico, em 01/03/2020, foi condenada por estuprar e estrangular um garoto de 9 anos. 

Por Vlady Oliver
É FANÁTICO
Na boa? Cada dia eu fico ainda mais indignado com essa imprensa nojenta. Esse jornalismo de lerda, feito nas pernas e nas coxas. Aquele programinha fantástico já é um lixo de proporções epidêmicas, ao lançar suas “musas do movimento”, suas Bel Peças lacradoras, suas Elzas centenárias explodindo em ódio ao atual mandatário e outras barafundas. Mas o fundo do poço não chega nunca. O tal “abraço” do Dráuzio Varela num pedófilo, criminoso, que matou e estuprou uma criança de nove anos e por isso estava lá, cumprindo cadeia, sem nenhuma espécie de contraponto ao que parece, mas não é, é mais um dos pontos baixos dessa porcaria que um dia já foi uma revista eletrônica com algum critério. Agora é só um nojo e uma cartilha picareta que não pára em pé. Vão me dizer que até os estupradores merecem um abraço. Que o doutor foi humano no gesto. Não é isto que está em discussão aqui. O que está em discussão é a deformidade da matéria. É esconder do respeitável público a real condição daquele sujeito, visando unicamente inocentar um criminoso, como eles fazem com o lula, com o Nhonho, com a Dilma destruidora de destruições e por aí vai. É ter um lado e não deixar claro que lado este lado é. É o lado do crime. Da vigarice. Da empulhação. Da mentira como método. Da irresponsabilidade edulcorada. Da deformidade moral. Da escatologia social. Assistir esse lixo orgânico é necessário para sabermos até onde pode ir a criminalidade disfarçada de jornalismo. É didático. É fanático.