Acho muito importante estarmos sempre em busca de novas informações, ainda que essas novas, sejam velhas informações. Eis o caso em questão…
Existe um vídeo na internet, que nos mostra a figura de Ernesto Guevara, um cabra nascido na cidade de Rosário na Argentina, em 14/06/28, e abençoou Deus a terra quando o recolheu, na aldeia de La Higuera na Bolívia em 09/10/67, aos 39 anos de idade.
Um “hijo de la madre”, que só Deus para nos fazer compreender a necessidade de tal figura entre os homens.
Este, que até o nome, está envolto em penumbra, pois alguns dizem que nasceu: Ernesto Lynch, outros dizem que nasceu: Ernesto Rafael Guevara de La Serna, e, que, por conta de seus hábitos sanitários não muito adequados, passa a ser chamado “el chancho”, ou “o porco”, porque segundo pessoas que com ele conviveram, atestavam que fedia. E ele mesmo passa a intitular-se “che”.

Barbarizou de todas as formas… Creio que por ser um psicopata, se transforma em um ser que absolutamente nada sentia pelos desvalidos, ou pelos que eram diferentes dele.
Esse Ernesto Guevara, vem a ser conhecido mundialmente por “Che”, por ter se transformado em uma figura importante na Revolução Cubana.
Mas, essa figura perniciosa, começa sua carreira na Guatemala, e em seguida na Cidade do México, tornando-se amigo dos irmãos Castro, Raúl e Fidel, viaja com eles a Cuba para darem cabo do que era visto como a ditadura de Fulgêncio Batista.
Esse indivíduo, desempenhou inúmeros papéis no novo governo que se instalava na Ilha, e um de seus papéis era justamente o de revisor dos apelos dos condenados; além de ser ele mesmo um dos principais componentes dos esquadrões de fuzilamento.
Segundo a leitura dele e de seus comparsas, era necessário que se levassem os condenados, como criminosos de guerra, para a frente dos pelotões de fuzilamento, após condenações sumárias pelos tribunais revolucionários, onde ele aparecia, muitas vezes, como também julgador.
Assim que ele, desempenhou papel principal na revolução cubana, responsável pela destruição de um importante país, que na década de 50 figurava entre os mais importantes do hemisfério.
Bem, em 1965 ele deixou a ilha e dirigiu-se ao Congo-Kinshasa, onde não obteve o sucesso anterior, e por conta dessa derrota, dirigiu-se à Bolívia, onde finalmente encontrou a morte.

Mas o que preciso contar, está mais relacionado ao fato de ele ter se transformado em um dos assassinos mais brutais da história recente. E com base nisso, o que vi em um vídeo, onde após 4 anos da revolução cubana, mais especificamente no dia 11/12/1964, ele aparece fazendo um discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, e onde ele diz, em alto e bom tom, acerca dos fuzilamentos e execuções que se comentava que aconteciam na ilha:

“Fuzilamentos?
Sim, temos fuzilado.
Fuzilamos, e vamos continuar fuzilando, caso seja necessário. Nossa luta é uma luta à morte.”

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 071019 – O Porco e sua sanha assassina – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae