Google enfrenta processo por rastreamento secreto de localização.

Por Charlie Nash, no Breitbart.

APNewsBreak: Google clarifies location-tracking policy

De acordo com a Ars Technica , “o Google silenciosamente editou sua descrição da prática em seu próprio site – enquanto continuava a prática – que esclarece que ‘alguns dados de localização podem ser salvos como parte de sua atividade em outros serviços, como Pesquisa e Mapas’”.

Por causa da controvérsia, o Google está enfrentando uma ação judicial de um homem que alega que a empresa violou a Lei de Invasão de Privacidade da Califórnia.

“Na ação, que foi apresentada em um tribunal federal no dia 17 de agosto, em San Francisco, advogados representando um homem chamado Napoleon Patacsil argumentaram que o Google está violando a Lei de Invasão da Privacidade da Califórnia e o direito constitucional do Estado à privacidade”. “O processo busca o status de ação coletiva e incluiria uma ‘Classe Android’ e ‘Classe iPhone’ para os potenciais milhões de pessoas nos Estados Unidos com esses telefones que desativaram o Histórico de Localização e, mesmo assim, o tiveram registrado pelo Google .

A AP já havia noticiado que o Google acompanhava os movimentos físicos de seus usuários por meio de seus smartphones, mesmo que eles selecionassem configurações de privacidade que deveriam impedir a empresa de fazê-lo.